"Poesia Social"

07-06-2012 22:01

 

Poesia social, poesia de intervenção ou poesia comprometida – como queiram chamar-lhe – é o que os alunos do 8ºA e 8ºC quiseram experimentar. De qualquer forma, um olhar crítico sobre a realidade, por vezes com a vontade de intervir nela.

 

Serão invisíveis, cegos…

Fome, doença, miséria, tristeza…

Talvez roubem mais que

essa meia dúzia de vagabundos que para aí andam

 

- Idiotas?

- Não!

- Parvos?

- Também não!

- E então orgulhosos?

- Não sei!

 

Metem o dinheiro ao bolso

no final do mês,

e nem uma migalha

do quer que seja

são capazes de dar,

para tapar meio buraco

 

- Já sei…

- Então?

- Agora falaste, esqueci-me.

 

Catarina Bicho  8ºA 

***

Vi-o,

Será que ele me viu enquanto olhava?

Ou se perguntou o porquê de olhar?

Espero que não.

 

Quis ajudar mas

Nem toda a gente gosta de ser ajudada

Penso no que fazer,

Mas

Será que ele gostará?

 

Serei a única a querer ajudar?

Ou estas pessoas à minha volta não o veem?

Ou também estão com medo de ajudar?

 

Penso,

No porquê de estar ali, sem vida?

Não que esteja morto,

Mas

Sem nada para fazer ou dizer

 

Vi-o,

Mas não foi só ele que vi,

Vejo todos

Mas não imagino como será.

 

Patrícia Dias, 8ºA

***

 

Nisto fico

Nisto permaneço

Lutando por mim

Lutando pelos outros

 

Nesta guerra

Conta tudo

 

João Calado 8ºA

 

CONTRASTE SOCIAL

Quem sois vós?!

Que vestem a rigor

Belas moradias

Carros de valor

Luxos e regalias

 

O rosto de cada dia

O suspiro de casa alvorada

Vós não sois nada

Na mão amargurada

Do povo escorraçado,

Humilhado,

Vagueando pelas ruas

Nuas e cruas

Pobres e escuras.

 

Assim é Portugal

Do grito de independência

Sedento de vingança

Com fome de viver

E sede de liberdade.

 

Porquê tanto mal

Neste mundo imoral?

Porquê tanta calamidade

E tanta infelicidade?

 

E quem trabalha?

Labuta durante o dia,

A família espera e desespera

Porque não tem que comer

Nem como sobreviver.

 

Quem lidera

Devia pensar

Na vida melhorar

Porque no fundo,

No fundo,

A juventude

É o futuro do Mundo!

 

Helena Quina

Nº10

8ºC